A Garganta da Serpente
Veneno Crônico crônicas
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Mentira x Hipocrisia

(Géber Romano Accioly)

Anoso, sessentão, pelaí altas madrugas lembra-se de um episodio recente que fica martelando-lhe a cuca:

*** Fora convidado por um amigo recente, (pessoa influente entre "espiritualistas") para irem visitar uma árvore centenária com muita "energia" que serve de portal para a espiritualidade e há muito é freqüentada pelo grupo a que pertence.

Chegado ao local percebe que a árvore não era a que ele conhecia e sim outra árvore também centenária. Arrazoando alegou que conhecia aquela árvore com outro nome.

A reação foi um tanto quanto "veemente" por parte do líder alegando ser conhecedor da flora e que aquela árvore era conhecida dele e de seu grupo há muito tempo e que blábláblá, blábláblá, blábláblá... O "convidado" ficou na sua, mas...

Chegado a casa, encucado, procura pesquisar (livros, web, etc.) Volta ao local e fotografa a árvore. Pergunta aos que também a conhecem. Envia as fotos para órgãos ligados à flora e recebe a confirmação definitiva que a tal árvore e a que ele conhecia com outro nome e não a que o amigo recente havia lhe "apresentado".

Com todos os dados em mãos procura o líder e lhe informa correta e precisamente (inclusive com nome científico, etc.) que árvore era e que ele corrigisse seu equívoco para o seu grupo achando que tinha feito algo proveitoso.

Estupefato ouviu do amigo recente: – Certo, agradeço a informação correta sobre esta árvore, mas pra mim ela vai – continuar sendo a que sempre conheci e que meus antepassados cultuaram. ***

Agora decepcionado, mas aceitando o “Homo sum: humani nihil a me alienum puto” do Terêncio, cata pelos dicionários e:

Hipocrisia = s.f. Manifestação virtudes ou sentimentos que realmente se não tem; fingidas virtudes; fingimento, vaidade, falsidade, juízo falso. Também: – do Gr. hypocrisia, forma poética de hypócrísis, desempenho de um papel no teatro, dissimulação impostura;.

Mentira= s.f. Ato de mentir; afirmação contrária à verdade, engano propositado, falsidade. Hábito de mentir. Engano da alma, engano dos sentidos, falsa persuasão, juízo falso. Erro, ilusão, fingimento, vaidade. Fábula, ficção. Também: do Lat. mentita, afirmação contrária à verdade; ficção; ilusão; indução em erro; persuasão falsa

Pode notar que há muitas semelhanças e "igualdades" (vaidade, fingimento, juízo falso, falsidade) que quase igualam a hipocrisia à mentira.

Tanto o que usa a mentira – mentiroso – quanto o que usa a hipocrisia – hipócrita – no fundo querem sempre se dar bem, mas o mentiroso pode ou não saber da verdade, entretanto o hipócrita sabe da verdade e conscientemente a muda em benefício próprio. Acho que aí está a grande diferença. Para o mentiroso ainda pode haver alguma complacência, mas para o hipócrita...

Apurando mais o seu "achômetro" deduz: Mentira se liga mais ao profano; hipocrisia mais ao sacro, Será? Finalmente pôde entender porque os textos sagrados não chamam os "farizeus da vida" de mentirosos e sim de – hipócritas. Indo mais longe sabe que é mentiroso, mas – hipócrita – nunca.

  • 2170 visitas desde 10/08/2006
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente