A Garganta da Serpente
Veneno Crônico crônicas
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Sonhos que um dia sonhamos

(Marcial Salaverry)

Se temos algum sonho em nossa vida, não devemos dele desistir, salvo se após tudo tentar, ele se mostrar realmente inexequível, mas, mesmo assim, nunca devemos deixar de sonhar. Se um não deu certo, a outro podemos nos dedicar.

Todos nós possuímos algum tipo de sonho, seja grande ou seja pequeno o seu objetivo, mas sempre será um sonho, um desejo secreto que por vezes está lá no fundo do baú.

Por vezes não percebemos, mas um sonho nasce em nosso coração, dando mais motivação à nossa vida, estimulando-nos a continuar nossa caminhada.

Na realidade, estamos sempre procurando realizar algum sonho, satisfazer um desejo, por menor que seja.

Por vezes desanimamos, achando que não conseguiremos realizá-lo, porque parece inexequível, estando muito distante de nós, ou que não temos capacidade para tanto.

Não podemos duvidar de nossas possibilidades, pois se não acreditarmos em nossos sonhos, fatalmente os perderemos.

Não podemos deixá-los envelhecerem no "baú dos projetos", caso contrário não conseguiremos mais realizá-los, o que poderá ser conseguido apenas pela luta, pelo nosso esforço e nossa persistência, ainda que tudo leve a pensar que não será possível.

Para não desistir de um sonho, temos que buscar forças em nosso interior.

Temos que acreditar em nossas possibilidades, se realmente desejarmos realizá-lo, e se desejamos do fundo do coração.

Vamos acreditar na beleza de nossos sonhos e na capacidade de realizá-los.

Apenas isso poderá nos empurrar para diante, fazendo-nos sentir o imenso prazer que é ver nosso sonho realizado, apesar de todas as contrariedades que eventualmente encontrarmos pelo caminho.

  • 397 visitas desde 30/05/2017
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente