A Garganta da Serpente
ajuda
 
 
  versão para impressãorecomende esta página
Jorge Humberto saiba mais sobre o autor

Autodeterminação
(Jorge Humberto)

Todo o Cidadão, é merecedor, de respeito,
desde a sua nascença, até ao dia, em que à terra,
baixar…

A todos o direito, intelectual e ideal, na escolha,
de seu "partido político", e, partindo daí, defender,
sem fundamentalismos nem xenofobismos, naquilo em que
crêem, como o melhor, para as suas vidas e dos seus.

E todas as pessoas, têm ainda o direito, sagrado, pela lei,
à "autodeterminação", sem que venham a sofrer represálias,
por certos indivíduos, a mando, de outros, que se escondem,
nas sombras, do fascismo.

É ainda permitido (exceptuando, no dia das eleições), que,
qualquer pessoa, possa vir para a rua, gritando palavras de
ordem, com toda a panóplia, de bandeiras e de roupas, alusivas,
à predominância, das cores, pelas quais defendem, ainda que,
sabendo respeitar, contrastes e diferenças.

Penso no entanto, que, cada um, de nós, terá de aprender, a
discernir, "o quê do quê", e, fazer, um rigoroso exame mental,
na altura, da
"propaganda política" (num autêntico massacre, escrito, ouvido
e televisionado, que mais confunde, as pessoas, do que as elucida).

Mas isto é um mal, de todos os "partidos políticos". Cabe pois, a
nós, ouvir, pensar e repensar, ante o que nos é oferecido.
Escutando as várias posições, e, se pelos "nossos", somos bem
defendidos, pelas propostas apresentadas.

E, se acaso, tivermos de mudar, de uma, para outra cor, a isso,
chamo: sinal de inteligência.

(30/05/09)

xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx
743 visitas desde 28/08/2009

   
 

Reconheça-se o trabalho da mulher em casa

A solidão

Divagando na falta de inspiração

Jovens universitários… que futuro

Desastre ecológico

Encontro com a felicidade

Acerca do egoísmo

Humildade

Possessão

Sobre os falsos profetas

Mania de espertezas

Holocausto

Geração perdida

Diz não à droga e à mentira

Cântico Triunfal

Autodeterminação

A maldade em pessoa

Do símio ao homem

A formiga e a palavra

Um dia no jardim

O passado ficou lá atrás

Coisas de um mundo perdido


 

Copyright © 1999-2013 A Garganta da Serpente
Direitos reservados aos autores  •  Termos e condições  •  Fale Conosco www.gargantadaserpente.com