A Garganta da Serpente

Lu Freire Sanches

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Nós e Nossas Almas

Sonhos, Mentiras, Acaso.....
Assim somos nós.
Para que mentir...
Tentar enganar...
Tentar calar a voz do coração.

Se justamente é o contrário
Se nossas Alma não querem, a separação.
Almas que se adoram.
Que são separadas por nós, infelizes mortais
Que sofrem .....
E nós infelizes tentamos disfarçar....

Almas que ecoam chamados.....
E nós infelizes tentamos não ouvi-las.
Almas que esperam as madrugadas....
E que se encontram e bailam....
E nós pobres infelizes,tentamos adormecer.

Ah! nossas Almas!! Lindas!! Completam-se!!
E nós infelizes, ficamos num vazio sem fim...
E caímos num abismo.....

E enquanto......
Nossas Almas bailam em volta de nós...
No Silêncio da Noite.
Mas sofrem, contidas ,num abraço único.
Amam-se!!!!
São Eternas.......

E Nós???!!


(Lu Freire Sanches)


voltar última atualização: 06/07/2007
11333 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente