A Garganta da Serpente

Lu Freire Sanches

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Amigo Sei Voar!!

Amigo..... Eu Sei voar!
Sempre que posso...
E sinto-me livre...
Surge um pássaro encantado
E nos meus vôos...
Eu encontro outros lindos pássaros...
E eles "dizem".... Que eu posso ser feliz.
Que...
Posso conhecer pessoas novas...
E que uma delas no futuro...
Pode ser o meu grande Amigo...
Ou o Amor da minha vida.
Voar pelas madrugadas...
Sem fim.
Adentrar em casas, sem ser convidada
Voar.... Voar .... Fluir por ai...
Sonhar...
Poder sentir toda a magia das madrugadas.
Mas percebo... que ainda sou um
Pássaro-Humano...
E quase caio do meu vôo,
E volto para a minha realidade...
Porém, Com muito esforço...
Retorno aos vôos... E sigo.
E te visito... Te vejo... e sorrio.
E fico triste... porque você não me percebe.
Pouso em teu ombro
Sou tão leve!
E você mais uma vez não me percebe.
Acaricio teus cabelos...
E te vejo adormecer.
Te peço! Espere-me da outra vez...
E quando eu chegar... Receba-me!
Para conversarmos e voar... voar
Voar juntinhos...
Nas Mágicas Madrugadas!
Espere-me!!!!


(Lu Freire Sanches)


voltar última atualização: 06/07/2007
11332 visitas desde 01/07/2005
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente