A Garganta da Serpente

Lu Oliveira

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Identidade

Sou o sol que te bronzeia a pele
Rubor - cor - sedução
Sou eu que queimo a terra
Fome - castigo - sertão
Esquento teus sonhos
Alimento tuas fantasias
Eu sou pai, sou mãe,
Sou chuva, alimento
Corro por entre as matas
À procura dos ventos
Sou limpa, turva, pálida
Escorro de teus olhos
Persigo a tua estrada
Sou estrela, azul, infinito
Dançando no mapa astral
De sua noite enluarada
Sou lucidez, fascínio, candura
Sou paz, chama, loucura
Sou entusiasmo
Sou esquecimento
Sou um deus
Vim ao mundo
transformá-lo no paraíso
Eu sou o Amor.


(Lu Oliveira)


voltar última atualização: 24/03/2007
3359 visitas desde 24/03/2007

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente