A Garganta da Serpente

Líria Porto

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

leque

a borboleta
ao voar voar
faz tremer o céu
o mar o ar
o planeta
nada fica inerte

há um leve sopro
nas letras do poeta


(Líria Porto)


voltar última atualização: 23/02/2011
23998 visitas desde 01/07/2005

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente