A Garganta da Serpente

Leonardo Praciano

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

POEMA DE FERIADO

Meninos formigam na rua com o futebol:
dedões descalços no capotão em fim de carreira
Faça chuva faça sol
meninos formigam o feriado com o futebol.
À direita da janela,
convidados sentados na calçada conversam feito figurantes,
eloqüentes só os alto-falantes.
À direita da janela,
figurantes conversam equipados com copos descartáveis nas destras.

Liberdade ainda que tardia.
Tiradentes tira a pressão da terça-feira apressada ainda.
Faça Sul faça Norte,
meninos suam chuva,
fominha nega tabelinha,
a chuva joga no gol e na linha
faça chuva faça gol

todo menino quer ser Pelé,
não Joaquim José da Silva Xavier

Figurantes passam suas falas
sem um pingo de Inconfidência;
o fominha não passa,
a chuva não passa,
o sol passa sem ter passado por aqui
e Tiradentes não passa dum feriado,
faça chuva faça sol.


(Leonardo Praciano)


voltar última atualização: 19/04/2017
8335 visitas desde 01/07/2005

Poemas deste autor:

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente