A Garganta da Serpente

Gabriella Slovick

  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Mãe Terra

Seu corpo é feminino,
teu cheiro sedutor.
Derrama do teu ventre os verdes campos,
apontam os teus seios para o pico da montanha.
Suas extensas planícies encontram a noite
em seus cabelos.
Jorra água de tua boca,
espuma rosada são teus lábios
e no teu colo escorre o tempo...
Fértil é o caminho que o sol encontra
para fecundá-la...


(Gabriella Slovick)


voltar última atualização: 10/05/2017
10184 visitas desde 23/05/2006

Poemas desta autora:

Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente