A Garganta da Serpente
Acervo da Sala das Najas Márcio Pannunzio
(15.07.03 / 14.08.03)

Xilogravuras - Márcio Pannunzio

e-mailwebsitecurriculum

Dentro de molduras diminutas, incontáveis linhas se entrelaçam construindo cenários intrincados. Assim são as imagens de mundo de Márcio Pannunzio, gravadas pacientemente a buril em tacos de guatambu e, depois impressas a mão, às dezenas, em delicadas folhas de papel arroz japonês.

Fragilidade e densidade são os primeiros valores percebidos ao observá-las. Mas é preciso um olhar tão paciente quanto a ação do artista que as criou para poder destrinchar o sentido que elas ocultam. Irônico, mordaz, cáustico, cruel; o preto no branco do desenho não admite tons médios e não admite também tergiversar no exercício de desnudar o nosso mundo tão mais caótico do que essas pequenas xilogravuras.

"Ânsia de amar 3"
(10 cm x 11 cm)

Todos os direitos autorais
são reservados aos autores
das obras expostas.

voltar ao acervo
1736
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente