A Garganta da Serpente
Acervo da Sala das Najas Jorge Henrique
(15.01.05 / 14.02.05)

Janelas, Olhos do Mundo - Jorge Henrique

e-mailwebsitecurrículo

Janelas,
por elas se vê, por elas se é visto.
Um olho que contém olhos. Olhos que contém gente.
Janelas,
as vezes contidas, outras indiscretas.
Brisas que entram, ventanas que cerram.
Janelas,
olham por mim, vejo por elas.
Nunca iguais, sempre na mesma.
Abrem na mente, fecham na alma.

Jorge Henrique
"Bicicleta Branca II"
(Aquarela sobre papel - 35x55cm - fevereiro de 2004)

Todos os direitos autorais
são reservados aos autores
das obras expostas.

voltar ao acervo
904
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente