A Garganta da Serpente
(16.12.02 / 15.01.03)

Luz e Formas - Durval Filho

biografiae-mail

Ao captar uma imagem na lente de minha máquina percebo uma emoção parecida à que sinto quando escrevo um texto. O texto poético, porém, é ficção, mesmo quando está relacionado a um acontecimento real. O texto é recriação de mundos e sentimentos. Na foto o que ocorre é que: A luz forma / Ao pintar do negativo / As imagens do mundo. // A sensível película / Violentada pela luz / Pari a imagem do tempo / Que fica ali sempre...

Parte de minha infância e da adolescência residi em várias regiões do Brasil. Quando cheguei em Florianópolis, SC, senti-me num paraíso, com sol, mar, mulheres bonitas e muitos amigos. Um adolescente vivendo um sonho que é real: Durval poeta e fotógrafo. O nascimento de uma explosão de sentimentos que estão aqui nesta mostra. Faltava conhecer o Pantanal, e não tardou, pois foi em Campo Grande, MS, que eu resolvi morar definitivamente. Mas trouxe na minha bagagem, guardado com carinho, a essência do povo brasileiro, das outras regiões. Vivo atualmente nova aventura, em Campo Grande, Corumbá, Bonito, Aquidauana e em todo o Pantanal. Conheça as fotos e se aventure também!

E é procurando mostrar um pouco do meu mundo particular que convido você para apreciar essas fotos e para que conheça meus poemas. Um grande abraço.

(Durval Filho)
"Crepúsculo Corumbaense"
(Corumbá, MS)

Todos os direitos autorais
são reservados aos autores
das obras expostas.

voltar ao acervo
5233
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente