A Garganta da Serpente

MENSAGENS DOS VISITANTES - 1999

Que site fenomenal!!! adorei mesmo, em breve estará em minha area de links, foi um prazer imenso navegar pelas aguas da garganta da serpente. PARABENS
PAULO NIERI
[ SAO PAULO, SP Brasil - dezembro 30, 1999 às 19:59:50 ]
desejo poemas de luis vaz de camões adorei a vossa pagina enviem-me poemas pf. 
tomane
[ luanda , 23 Brasil - dezembro 11, 1999 às 11:38:06 ]
Excelente o seu Garganta da Serpente, Agostina!! Parabéns. Visitei quase todas as páginas. Estarei sempre por aqui. Abraços e muito sucesso!!!
Stela Fonseca
[ Brasil - novembro 28, 1999 às 20:12:53 ]
Gostei do site, mas pensava de ser diferente
Carlos Palmito
[ Montemor-o-Novo, Portugal - novembro 23, 1999 às 11:26:35 ]
ADOREI TUDO AQUI 
BRUNA MARIA
[ SAO PAULO, SP Brasil - novembro 13, 1999 às 13:05:20 ]
Agostina, Pq vc pensa tanto na MORTE quando vc tem, ainda, toda uma (bela?) vida pela frete (isso só depende de vc)? Talvez por ter medo dela. EU não sei, pois a única pessoa q pode sabê-lo é vc mesma. Pense nisso. Vc já deve ter pensado, pois é uma pessoa com uma inteligência e sensibilidade imprecionantes. Não seria justo q a perdessemos para uma caveira de capa preta com uma foice na mão. Te cuida. A morte não é algo tão extraordinário, ela apenas... TEM Q ACONTECER. Enquanto ela não vem, VIVA.
Mj
[ maio 28, 1999 às 06:27:12 ]
Adorei a sua página..... Original, só tenho pena de hoje não ter mais tempo para ler os outros poemas.... até a proxima
AS
[ maio 23, 1999 às 15:06:32 ]
Envenenado pela serpente! Agostina, dei uma primeira passeada em seu site e adorei. Possui um visual muito legal, tétrico, porém relaxante, insunuante e sinuoso, mas que combina muito com sua poesia e, talvez, seja realmente esse o retrato de sua alma. De qualquer forma eu também já fui malvado, talvez ainda seja um pouco, por isso gostei da apresentação e do pouco que li. Não dá para querer ler tudo de uma vez, apesar de ficar muito tentado, afinal, não se pode ir entrando de qualquer jeito na garganta da serpente, é preciso cuidado e uma vela para iluminar e sorver o caminho. Acho que fui picado por essa serpente, não conseguirei deixar de voltar a ela outras vezes para ver o que mais ela tem escondido, que outros venenos me aguardam.
André Macedo
[ maio 17, 1999 às 00:46:35 ]
That's cooler! Gostei muito de suas poesias. Elas têm um tom tétrico muito legal, vc é de onde? tem quantos anos? espero que continues a escrever
Alan Wallace
[ abril16, 1999 às 20:57:52 ]
Oi meu nome é Patricia eu vi seu site e gostei muito eu gostaria de saber se vc pode me mandar todos ou alguns dos poemas, poesias, pensamentos etc.? É porque eu adoro ler poemas etc, e estou fazendo um fichário de poesias, etc. Obrigada e espero resposta.
Patricia Guilhoto
[ maio 10, 1999 às 14:48:19 ]
Você é uma escritora que merece ser festejada com os superlativos dos superlativíssimos. Lamento que a natureza tenha sido parcimoniosa comigo neste mister e eu não esteja à altura de fazer os elogios de que você é merecedora!
Carlos Alberto C. Nascimento
[ abril 28, 1999 às 22:16:11 ]
tu tais muito doidona! Adorei! Uma lindeza, um abraço. Tem uma pagina de "serpente", poesia temática, veja na página principal do JP.
Soares Feitosa
[ março 18, 1999 às 19:43:18 ]
A-D-O-R-E-I a sua home-page...está linda, muito bem-feita...e os poemas, então...estão cada vez mais "afiados" (sei que me faço entender...)...Poxa, estou orgulhosa de ter lido as prévias da "Confissão Vermívora"...Muitos e muitos parabéns, amiga! Um beijão...
Carolina Toneloto
[ março 15, 1999 às 03:37:59 ]
Veneno na Web: Ora, se não é a serpente mais venenosa da web que me envia um e-mail ! Tudo bom ? É verdade, andamos sumidos ... nos perdendo. Tive a máquina deletada por um hacker... horrível... mas foi muito distante do agora. Aliás já temos uns bons km, sem nos comunicar (bom agora)... eu cá não tenho pintado muitas palavras, tenho mais escrito imagens. Criando algumas composições naquele violão de uma corda e teias de aranha... observando os prédios e levando a velha vidinha para ver o céu nublado de sempre. Partipei de alguns concursos por aqui... recebi uma mensão especial por um trabalho entitulado Pupilas de Ônibus, também um outro trabalho chamado C:\Interior> foi selecionado para a Bienal da Une... e agora ando criando umas série sobre felinos... até pouco tempo senti uma vontade de escrever... Dei uma olhada na sua página e levei várias picadas ! Alegro-me em ser um viciado por teus venenos... não sabia que sua mãe também produzia... ainda não fui, mas vou. Bom, no mais estou gribadu tomando remédios. Beijão !
Louis Pierre
[ março 12, 1999 às 05:49:13
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente