A Garganta da Serpente
Cobra Cordel literatura de cordel
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Eleições
Ficha Limpa
Onde está a relação?

(Fernando Venelito)

A Justiça eleitoral
Deste povo varonil
Fala pra não eleger
O que o povo nunca viu
Um político julgado
Em processo condenado
Com sentença que serviu.

A justiça cria a lei
Que controla a eleição
O seu nome é ficha limpa
Uma nova opção
Para todo eleitor
Não votar em quem dolou
Os cofres públicos da nação
Onde está a relação?

E a lei tem no registro
Como regra e previsão
Não será mais candidato
Quem possui condenação
Mas no pleito deste ano
Essa lei foi só engano
Não mostrou a relação

De quem era elegível
Para os cargos da nação
O eleitor ficou perdido
Pois seu voto ta na mão
Dos políticos vitalícios
Cujos cargos de ofícios
Governam corrupção
Onde está a relação?

Mas a lei tem uma falha
Que preocupa o eleitor
Ela diz que o impugnado
Tem recurso defensor
Como pode o condenado
Ter defesa do julgado
Do que ele já praticou?
Absurdo meu senhor.

E o povo se pergunta
Onde ta a relação?
Como vamos nós saber
Dos ímprobos pra nação
Poderia no registro
Candidato ser prescrito
Se há dolo em sua ação
Onde está a relação?

Mas a lei é muito clara
Diz que crime né razão
Para tal impedimento
Ela quer condenação
E o pretenso confessado
Criminoso habilitado
Tem registro aprovação
Onde está a relação?

Alguém viu esta lista?
Eu pergunto pra nação
Pra que serve essa lei?
Se o fiscal da eleição
Não olhou para o registro
De pedido que é sinistro
Concorrendo a eleição.
Onde está a relação?

Sem a lista o eleitor
Continua a votar
Sem saber se o candidato
Ficha limpa vai ta lá
Pois a fiscalização
Não garante na eleição
Se o eleito vai roubar
Onde está a relação?

Eu andei neste Brasil
Fui do norte até o sul
Procurando ficha limpa
Desafio, um tabu
Na historia do Brasil
Na política não se viu
Uma lista, nem menu

Mas a alei da ficha limpa
A eleição contaminou
A Andressa na paulista
Fez estripe nu corredor
Pede voto pro bum bum
Como este só tem um
A ficha é limpa eleitor.

O João Paulo conseguiu
Registrar Candidatura
Mesmo tendo um passado
Com processo sem postura
E a lei tava em vigor
Pra este moço nem olhou
Um registro sem lisura
Esta lista é uma loucura

Ele é o candidato
Pra prefeito de Osasco
Militante do PT
O partido pé no saco
Que roubo está nação
Com o produto mensalão
E o povo engole o sapo.

E agora a noticia
O João Paulo desistiu
Em processo no supremo
Um ministro lhe puniu
E o PT ficou manchado
Ta na lista dos culpados
O eleitor já decidiu
Mais a lista ninguém viu

O PT se posiciona
O orador é Rui Falcão
Ele diz que houve golpe
Nesta ação condenação
Mas João Paulo condenado
Tá nos altos acusado
Do PT é o ladrão
Encabeça a relação

A cidade de Osasco
Tem registro por engano
Do PT foi o primeiro
E o segundo é um tucano
O seu nome é Celsinho
Um ladrão de colarinho
Ficha limpa começando

E assim é a escolha
No Brasil corrupção
Aqui nunca falta lei
Mas ninguém cumpre a lição
E no caso ficha limpa
A conduta não é impa
Não se vê a obrigação
Onde está a relação?

Os partidos só repetem
Sem mostrar renovação
Dos políticos moribundos
Que roubaram a nação
Como vão justificar
Ficha limpa pra o votar
Com Celsinho e o tal do João
Onde está a relação?

Eu sugiro uma brincadeira
Com os políticos da nação
Vou citar os cargos deles
Pra criar uma relação
No que diz a ficha limpa
Por favor você garimpa
Pra chegar a conclusão
Onde está a relação?

Presidente da republica
Governante estadual
Senador e deputados
No congresso nacional
E de quebra a prefeitura
O prefeito é a figura
Pra esta lista sem igual.

E aqui eu vou ficando
A esperar outra eleição
Esperando que a lei
Mostre ao povo da nação
Pra que serve a ficha limpa
Se a conduta não é impa
Nos governos da nação

703 visitas desde 17/05/2017
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com