A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

O Grilo, o Esquilo e o Gaio
Conto Infantil

(Armando Sousa)

No meu quintal; este verão, sombra do maple ouvi muitas vezes o grilo cantar. Posso dizer que ouvir este cri, geri, geri. Sentia alegria, outras vezes ia espreitar; mas sentia medo quando o esquilo se aproximava.

Quantas vezes lançava amendoins sobre a relva, para ver a esperteza do esquilo. Este comia e escondia; quase sempre subia para o alto da árvore. Havia um gaio que eu muito gostava de ver de ramo em ramo espreitando. Mas um dia verifiquei que este ia comer o que o esquilo escondia. Por vezes pareciam que brincavam; o esquilo atrás do gaio na árvore. O esquilo parecia voar também, mas sempre ficava no ramo mais baixo. O grilo parecia rir no seu buraquinho; cri, cri, cri... Então o esquilo vinha a baixo esconder; e nesta vai de fazer um buraco maior.

No buraquinho do grilo... este sai zangado, e disse estas a destruir a minha casinha, se assim continuas, vou pedir a minhoca que te ferre no rabo. Vou dizer também ao gaio onde escondes os amendoins. O esquilo logo disse Senhor grilo não vou voltar a te incomodar, vou fazer cuidado só cavo em terra cavada; mas o matreiro do gaio estava a ouvir; e então espreitava sempre o grilo, sempre que este cavava o gaio lá ia cavar também, o verão estava a terminar.

Então o grilo fundou sua casinha debaixo duma raiz do maple; as raízes muito fininhas traziam o calor para alimentar a árvore e esta não morrer com o frio, o grilo ali pode invernar para o próximo verão. O esquilo tinha muita coisa escondida até que lhe perdeu o tino. E por isso que o esquilo é o maior semeador de árvores; sementes perdidas.

Minha esposa adorava tanto os gaios e os cardinais vermelhinhos que vinha atrás deles. Então em frente à janela pendurou uma grande bola de amendoim enrolado em mel manteiga e machimelo ; era lindo ver os passarinhos voar.

O esquilo aparecia de quando em vez, mas a esposa esperava o verão para ouvir cantar o grilo que a fazia muito feliz à sombrinha do Maple.... Árvore dos nossos sonhos.

  • 207 visitas desde 21/05/2017
  • Publicado em: 22/05/2017
menu
Lista dos 2201 contos em ordem alfabética por:
Prenome do autor:
Título do conto:

Últimos contos inseridos:
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com