A Garganta da Serpente
ajuda
 
 
  versão para impressãorecomende esta página
Thiago Carvalho
saiba mais sobre o autor

Culto à Forma
(Thiago Carvalho)

Vivemos hoje em uma sociedade "apolínea". Cheia de padrões, estéticas, leis e moral.

O conteúdo é secundário, pois se alguém disserta sobre qualquer assunto, por mais que tenha sentido e coerência, ele pode ser completamente ridicularizado se a forma com a qual o faz não seja a forma padrão.

Temos o iminente Professor Emir Sader, doutor em ciências políticas pela USP, Sempre criticado, não por seus artigos de conteúdo irretocável, mas por alguns pequenos erros ortográficos e gramaticais que ele comete. Nossa sociedade ainda não entende que o primordial é o conteúdo e não a forma. Neste caso específico o importante é a comunicação, levar a mensagem adiante e que tenha conteúdo e não ficar preso a regras "parnasianas"

Por outro lado temos "olavetes" (Olavo Bilac e Olavo de carvalho) que cultuaram e cultuam à forma ao conteúdo. Cultuam estes padrões estéticos, que no fundo só servem como forma de preconceito. Vejam o Lula, apesar de contraposições é o presidente, o já citado Emir Sader, sempre criticado e subvalorizado por cometer deslizes gramaticais, esses casos entre muitos são prova deste culto absurdo à aparência!

A sociedade seleciona e condiciona até mesmo os jovens que pretendem se formar.Vejam as redações, elas podem ter conteúdo mas se não cumprir as regras e padrões da língua, provavelmente estes alunos terão de passar mais um ano estudando.

Esses padrões sem motivo e inúteis por não contribuírem em nada, estão presente em tudo. Na forma de se vestir para trabalhar ou passear, escrever e falar, comportamentos e até mesmo relações afetivas.

Qual motivo de terno e gravata para trabalhar? Escrever determinada palavra com dois "esses", "Cedilha" ou "C"? Determinada pessoa fica mais competente de terno? Ou um texto "parnasiano" é mais culto, profundo e tem mais conteúdo do que um texto sem forma definida? O importante é se

comunicar independente de qualquer que seja a forma. De cumprir seu trabalho independente de sua roupa, e de viver independente do que pensam sobre você.


xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx xxx

   
 
» Todos os artigos

» Listar autores


Copyright © 1999-2017 A Garganta da Serpente
Direitos reservados aos autores  •  Termos e condições  •  Fale Conosco www.gargantadaserpente.com