A Garganta da Serpente
Artigos Envenenados textos sobre literatura
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Por que poesia sensual ou erótica?

(Maria José Zanini Tauil)

Na mitologia grega, a figura de Eros, deus do amor é a força vital, que garante a continuidade da espécie e a coesão íntima do Cosmos.

Os poetas mudaram a fisionomia de Eros, transformando-o em criança alada que se diverte perturbando corações e ferindo-os com setas.

O lirismo romântico fala de amor e o erotismo e a sensualidade são frutos do amor.

O sensualismo é uma tendência da poesia moderna sem a preocupação de escandalizar conceitos pré-estabelecidos.. A linguagem é mais direta, simples, concisa e ao mesmo tempo ardente. O mundo que nos circunda oferece a temática. Poemas mais intimistas, pessoais ou não, estão voltados para o amor aliado ao sexo e ao desejo.

Os sentidos são instrumentos especiais do nosso corpo para que o espírito entre em contato com as realidades que nos cercam como a música, o amor,o prazer, etc.
O erotismo esteve presente nas artes até mesmo na idade média, período de forte repressão.

Na Literatura Brasileira, o erotismo trafegou através de séculos, com raras ousadias, partindo de Gregório de Matos. O sensualismo dos românticos e dos simbolistas preparou o ambiente dos tempos modernos, mas as dificuldades de expressão permanecem.

Sexo descrito cruamente tende à vulgaridade.Reconhece-se a criatividade e talento do poeta nos eufemismos e metáforas que cria. A meu ver, poesia é santuário da linguagem artesanal e existem palavras proibidas de adentrá-la. Não é o caso de romances, de contos realistas ou naturalistas, onde as palavras reforçam a crueza do texto.

A poesia sensual deve ser preservada e cultivada, se quisermos nos defender da árida intransigência da realidade da vida.

Quem não quer amar e ser amado, dar e receber amor?
Afinal, o amor é fundamental para o equilíbrio humano.

Somos e seremos pessoas e, como tais, carentes de carinho, de olhar envolvente, de sentir-nos queridos e desejados.
Um poema sensual pode ser a ponte entre o sonho e a realidade...ou não?

  • 6683 visitas desde 30/09/2005
  • Publicado em: 30/09/2005
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente