A Garganta da Serpente
Artigos Envenenados textos sobre literatura
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Porque um escritor escreve

(Marcial Salaverry)

Uma pergunta que freqüentemente é feita, devido ao natural desejo de saber porque alguém passa boa parte de sua vida escrevendo sobre coisas, muitas vezes tiradas de suas lembranças. Na maioria das vezes, contudo, apenas produto de sua imaginação criativa. Mas também pelo desejo de apenas repassar seus conhecimentos, sua experiência para, quem sabe, iluminar alguém que esteja com seu caminho meio obscuro. Escrever enfim, é sentir necessidade de falar sobre a felicidade, de como talvez consegui-la, e também sobre a infelicidade, e de como tentar fugir dela.

É também um desejo de transmitir, de uma maneira que todos possam sentir, que a vida pode ser uma beleza, dependendo de como a vivamos. Uma tentativa de ensinar que é preciso amar a Natureza, tratando-a adequadamente, sem promover queimadas, ou destruição das matas, e sem poluir rios e mares. Quando por motivos válidos derrubar florestas, reflorestar, para que o terreno não fique árido.

Também procuramos dizer que é preciso amar a humanidade, respeitando nossos semelhantes, sem sequer pensar em preconceitos de qualquer espécie, pois perante Deus somos todos iguais.

Saber amar e respeitar, entendendo que é preciso no amor, haver reciprocidade, sabendo respeitar os sentimentos alheios, jamais menosprezando aqueles que amam, que são românticos.

Procurar desenvolver o auto amor, pois amar-se é preciso, para que se possa entender esse sentimento misterioso que nos atrai para alguém e nos afasta de outro alguém, sem que possamos saber porque.

E é importante tentar viver, sempre tendo nos lábios um sorriso, sabendo desenvolver muito amor e pouco siso. Um sorriso atrai muito mais simpatia do que uma carranca fechada.

Escrever, é sobre tudo isso falar, sempre tendo capacidade para saber amar aqueles que nos amam, e não deixando de ter uma certa simpatia pelos que nos detestam. Estes poderão nos ajudar a corrigir alguns defeitos que nem sempre os amigos nos apontam. Afinal nem todos são perfeitos, e felizmente todos temos nossos defeitos, e descobri-los e corrigi-los será uma grande virtude. Portanto, é importante saber receber críticas, e analisa-las para saber se são exatas. Sempre procurando seguir nosso livre arbítrio, pois para isso temos a capacidade de pensar.

Mas é importante saber escutar.

Portanto, escrever, é saber dedicar sua vida ao amor e ao carinho, procurando fazer sempre esse caminho em busca da felicidade.

Escrever é saber externar seus sentimentos, saber falar sobre o amor em todas as suas expressões, mesmo que seja um amor quase um lamento, pois é isso que ajuda a viver a vida, mostrando como ela pode ser boa pra ser vivida...

Escrever é mostrar que amar, sentir saudade, querer a felicidade, são direitos inalienáveis que temos. É mostrar que não se deve envergonhar de dizer que ama, que tem esse insano desejo de receber de seu amor um beijo, pois tudo isso, quer dizer que sua vida tem o calor de um amor, esteja ele ao lado ou distante, mas que se saiba senti-lo junto o bastante, para sentir o toque... o beijo...a carícia despertando o desejo...

Escrever é mostrar que se temos a capacidade de nos emocionar com aquilo que lemos, é porque estamos vivos, e nos sentimos vivos o suficiente para entender o que foi escrito.
Isto, simplesmente, quer dizer que estamos vivos. E se vivos estamos, tenhamos UM LINDO DIA.

  • 2428 visitas desde 1/07/2005
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente