A Garganta da Serpente
Artigos Envenenados textos sobre literatura
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

A virtualidade da Internet e a gramática

(Hélio Consolaro)

Um leitor me consultou: posso usar o adjetivo "bem-vindo" numa gravação de atendimento ao telefone? Ele não tem uso restrito a lugar? Exemplificando: a pessoa telefonaria ao jornal e escutaria a gravação dizer: "Bem-vindo à Folha da Região..."

"Bem-vindo" é sempre aplicado à chegada a algum lugar. "Bem-vindo a Araçatuba!" diz a placa na avenida Brasília. Mas nada obsta que em sentido figurado se aplique à voz, seria um processo metonímico. Não chegou a pessoa inteira, mas a sua voz, sua vontade de fazer uma assinatura do jornal.

Se embarcamos em avião, quando embarcar é adentrar o barco; se enterramos espinhos no pé, quanto enterrar é cobrir de terra; podemos usar "bem-vindo" numa gravação telefônica, embora ninguém esteja chegando a algum lugar. A língua é uma entidade dinâmica.

A tecnologia cria certos embaraços. Veja o que acontece com a Internet: "Bem-vindo a este site!" Se bem que a tradução de "site" é sítio, um lugar, tornando-se, portanto, o uso pertinente.

Veja outro caso. Se dois amigos estão conectados no site "Entrelinhas" e conversam por telefone. Os dois vão se referir a ele usando o pronome demonstrativo este? "Este site é bacana!" - diria o primeiro interlocutor. "Este site é babaca!" - responderia o outro. Sim, pois a tecnologia nos proporciona essa simultaneidade.

Se estou com um site de São Paulo no vídeo de meu computador, trato-o de "esse" ou de "este" quando passo um e-mail a seu autor?

O internauta, no caso sou eu, um receptor diante do site, por isso o tratamento deve ser "esse".

Os pronomes demonstrativos localizam os substantivos no espaço (mais amplo ou mais restrito) tendo como referência o circuito da comunicação (emissor, receptor, contexto, mensagem, código, canal).

No primeiro caso, o site era o objeto da conversa e estava próximo dos dois interlocutores que conversavam por telefone. Já no segundo, eu estaria passando um e-mail para o autor, emissor do site. Mas há controvérsias!

  • 2144 visitas desde 14/10/2005
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente