A Garganta da Serpente
Artigos Envenenados textos sobre literatura
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Ser Poeta Hoje é Fácil

(Cristiana de Barcellos Passinato)

Ser poeta hoje é bem fácil, viu?

É só ter um nome bonito, ou pseudônimo interessante, ou mesmo inventado.

Ir aos grupos de literatura virtuais e se increver no maior número deles, além disso estar em todas as cirandas e metiês de correntinhas e mandar ver nos versos.

Se tem habilidade, ótimo, vai em frente e busca ferramentas como páginas facilmente construídas e pede encarecidamente para ser divulgado e depois vai em frente e digita uns versos sensuais com vocabulário bem comum ou de fácil interpretação, ou pega o Minutos de Sabedoria e adapta e consegue algo no sentido da auto-ajuda.

Pronto, fórmula feita, plano B, são os designs, é só ser gentil e conhecido, ser amável e mostrar que troca divulgação e assim vai sendo divulgado e colocado entre as páginas dos melhores designers da internet.

Se tem dinheiro e bom potencial de se tornar um bom cliente de webdesign ou mesmo você que tem a tal habilidade tem tempo ou quer fuçar como fazer os tais e tornar sua página linda, pronto, é o suficiente, explode no meio da nata da e-literatura.

Nisso o passo seguinte são antologias, e-books, publicações digitais, começam os convites para papiros, zines, jornais comunitários e alguns eventos da nata da literatura mesmo para você introjectar sua imagem em algumas fotos e dizer-se "acadêmico" e enfim, poder estar entrando na máfia editorial, introduzir um projeto e publicar um livrinho que se comercialmente possível de se lançar, logo é chamado a um lançamento com mídia, retratos, muita champagne e canapés!

Isso aí, mas onde estão o argumento, o sentimento, a verdade e a poética? Haja inspiração, haja verso, haja noite e dia para tanta produção, será que essa produção em série, em quantidade de indústria, mercadologicamente inviável de ser visualizada a sua confecção, será essa a qualidade da poesia moderna?

Há o que se pensar, se é mesmo tão fácil assim, ser poeta!

  • 2440 visitas desde 4/07/2005
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente