A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Metrô Barra Funda

Você pode esquecer
Coração forte
Não pára de bater
O ruido se repete
Meio acelerado
Escrevo
Vou até onde
A mão suporta
O limite da distância
O dia nasceu
Rosto cansado
Encharcado
De tanta lágrima
Coração forte
Não para de bater
O ritmo se repete
Meio acelerado
O poema mente
Você pode esquecer



assis

(paulistano residente na Vila Brasilândia)
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com