A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

AMADA SOBERANA

Companheira da madrugadas,
Amante ardente,
Envolvente.
Grandiosa em seus mistérios...
Quantos amores trocados por ti;
Perdidos em teus becos,
Ou encontrados nas buscas
Das rondas noturnas,
por tuas ruas...

A morte, a vida, a embriaguez...
Realidades quem em ti se mostram cruas...
As dores do dia, a fuga da lucidez
...Até de manhã.
O consolo em teu colo, em teu solo;
Amada Cortesã.

Amiga acolhedora e boa,
Nossa querida "terra da garôa",
Que recebe os filhos do Brasil e mundo afora.

São Paulo, ativa: Viva Senhora !
Mãe de tantos: Natural ou adotiva;
Companheira ativa; Meretriz.
Soberana paixão do Brasil,
Inabalável coração do meu País !

Marcelo Marques
Poema formatado integrante em http://geocities.yahoo.com.br/mmarksweb/amadasoberana.htm



Marcelo Marques

(Paulista, nascido em 1972, viveu no RJ por 11 anos e voltou à São Paulo em 84, para apaixonar-se. Que ama o Brasil, mas casou-se com esta cidade, onde pulsa o seu coração.)
postado em 05/3/04
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com