A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

GÊNIO

GÊNIO
Fugir do mar da gente nesses cálidos sabores
Que tenho na saliva quando meus lábios tomam os teus
Em cálices cheiro do nosso amor trancados como gênio
Em uma garrafa envelhecida jogada ao mar até que nós encontrem
Com apenas uns dizeres beba-me e nunca mais fugirás do mundo
E nestes cálidos sabores virarás o eterno amor dos deuses dono dos desejos
NEUZA CASAGRANDE



NEUZA CASAGRANDE

(Japão yokaichi)
postado em 13/4/06
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com