A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

VOLTE PARA MIM...

Quando penso em tudo em que vivi,
Tudo o que nós vivemos
Os momentos em que juntos
Trocamos segredos
Ao pé do ouvido
com medo dos ventos de Zéfiro levassem a outros, o que só a nós pertencia,
Tendo apenas a Lua como senhora muda de nossa emoção
Nos abençoando com sua luz sublime
E as estrelas como um pálido reflexo do seu olhar
E do seu sorriso
Todo esse passado me vem a tona
E eu pergunto:
Onde está você, meu amor..
Que longe, em outros braços
Está...
Onde está você, meu amor..
Que não volta
e perdoa esse coração
Cujo unico erro,
Foi amar intensamente
Volte e novamnte,
Para mim
E em meus braços
Novamente me faça feliz!



SERPENTE NEGRA

(ARARUAMA-RJ)
postado em 06/4/06
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com