A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

AH SE EU PUDESSE VOLTAR AO PASSADO....

Quando olho o passado, após todo esse tempo,que parecem apenas dias para mim, penso em tantas coisas que eu poderia ter feito de diferente, palavras que eu nunca disse, palavras que erroneamente proferi em momentos de ciume e despeito, por me sentir preterido,
Atitutes que eu tomei....
Atitudes que deixei de tomar...
Por medo de perder tua amizade,
Contentando-me com migalhas de tua atençao e ao mesmo tempo, bendizendo um simples olhar teu,
que me fazia viajar de alegria....
Revendo o passado, me vem a memoria, o teu sorriso, contrastando com o brilho do luar,
Lindo, sedutor....
Nossas trocas de olhares, como se nao houvesse a necessidade de palavras, para sabermos o que havia em nossas mentes e nossos coraçoes.....
Retrocendendo a essas noites,penso em tudo o que lhe disse e o muito deixei de fazer e o que no meu ciume lhe fiz...
Sei que te magoei e muito, muito mesmo...mas voce tambem me magou...
Agora revendo o passado, apenas a saudade permeia minha alma, e nas noites solitarias, sonho com momentos ja perdidos, jogados fora eu sei que por minha culpa, por minha inexperiencia...pois nunca tinha sentido o que estava sentindo por voce...agora, acordo, sentindo ainda o calor do teu corpo me aquecendo e me protegendo do frio das madrugadas de farras e alegrias...sentindo minha cabeça nas suas costas e minhas maos aquecidas em seus bolsos....nossas conversas....com apenas a Lua como testemunha muda...acordo com tua voz ainda vibrando em meus ouvidos e procuro inutilmente por voce e entao percebo, que ja nao lhe tenho mais perto de mim e entao triste tento inutilmente dormir, para viver mais um dia de solidao...Sei que devia virar a pagina, esquecer, mas o que vivi foi profundo, muito forte, verdadeiro e apesar dos pros e contras, foi o melhor periodo de minha vida....e isso eu sempre agradecerei a voce...
Nao se pode medir o tempo de um amor, de uma paixao, so sei que agora, eu ainda te amo com a mesma intensidade da primeira vez que nossos olhos se tocaram....Talvez um dia, eu esqueça, mas mesmo se por acaso eu esquecer, sempre lembrarei com carinho e respeito da pessoa maravilhosa e integra que conquistou minha alma....
Ah Deus, como eu queria so por um momento escutar aquela voz novamente e sentir o peso daquele olhar sobre o meu, que fazia meu coraçao pular no peito, ate mesmo seu jeito de brigar comigo eu sinto falta...
Ah, quando olho o passado, apenas solidao o futuro me traz...

Ah, Se eu pudesse voltar atras....



MARCELLO PAULO DE ARAUJO

(ARARUAMA, RIO DE JANEIRO)
postado em 03/3/06
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com