A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Divino

Eu nunca amei ninguem completamente, foi sem
pre com um pé no chão
pra n magoar meu cora-
ção... Até que um dia
encontrei VOCÊ e des-
cobri que todos pode-
mos desafiar a lei da
gravidade. Se eu sou-
besse que era tão bom
voar, teria tirado meu
pé do chão assim que vi
minha VIDA. Achei que
nunca fosse te sentir,
que nunca fosse te ver,
nem te tocar... Mais
agora estou como um
ex cego que acaba de
encherga e é tudo tão
Divino. Consigo qualquer
coisa que eu queira...
Consigo segura tua mão
na minha quando estou
dormindo e até te sen-
tir mesmo estando longe
de ti. A distãncia não é
mais problema porque não
há nenhum lugar aonde eu
não possa ir. Meu coração
está pesado. Perdi o caminho que mim perdia e acabei encontrando você. E agora eu
estou gritando à plenos pulmões: é divino. Só preciso de você por perto, porque a razão já tenho, e a escolha eu ja fiz.Devo estar com o que é meu por eterno direito.
Porque vc tocou meu coração, tocou minha alma, vc mudou minha vida e meus
objetivos.E o amor é cego, e eu soube disso, quando te beijei e o o meu coração ficou
cego por ti. É marvilhoso, são meus sonhos que você toma. Com tanto amor eu já
sei do fim mesmo antes que ele aconteça. E quer saber? Ele é DIVINO



Gabriela Santana Pessoa

(Pernambucana que vive em Campina Grande)
postado em 01/12/06
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com