A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Minha Grande Desconhecida!

Tu és a grande cidade
De Sulistas e Nordestinos,
De Nortistas que se preza
Procurando seus destinos,
Do contraste que existe
Neste povo clandestinos.

Eu sonhei com esta terra
Desde o tempo de menino,
Não encontrei a coragem
Pra nela ser um bemvindo,
Só conheço por imagem
Quando fico assistindo.

Tem avenida Paulista
Cartão postal dessa terra,
A grande praça da Sé
Um grande palco de guerra,
De ambulantes e artistas
De cantador repentista
Representando os da Serra.



Roberto Ribeiro Sales

(Sou "Campinese" de Campina Grande Pb. Só conheço São Paulo por televisão.)
postado em 16/12/06
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com