A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Amor e Odio

Será q há algum motivo pra tudo isso em mim, essas coisas estranhas, esse diferente...

Essa raiva q me toma, em vez do choro, das lagrimas, da dor do sofrer, sou tomado por incrível fúria e ódio, simplesmente a intensidade de um sentimento se transforma em outro com a mesma força...

O sentimento de ódio enegrece o coração e assim não mais se torna uma dor, o ódio amortece, anestesia todas as partes do corpo, o sangue se faz parte das lagrimas,...
Meu quarto se torna meu antro de ódio, aqui é onde tudo se passa, pensamentos, tristezas, alegrias,...

Um mundo diferente, onde tudo muda, tudo vira ilusão, planos que nunca conseguirei fazer, pensamentos que nunca se concretizam, um mundo falso, sem piso, sem teto, sem alicerce, um mundo bom, onde sou muito, onde sou tudo, mas onde meu quarto se torna parte única,..

Com tanta raiva concentrada, aqui perde o brilho, o sol não adentra, não ilumina, fica só em penumbras...

Mas é aqui que sou livre, que posso ser quem eu quiser e concluir todos meus planos,...

Aqui sou respeitado, admirado, reconhecido, é somente aqui que as pessoas conhecem meu coração, podem toca lo, e sentirem a pureza de meus sentimentos...

Consequencias do falso amor...



FaBiO_CrAzY

(Primavera do Leste, MT)
postado em 03/10/06
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com