A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

ONDE VIVER É UMA TORTURA

Explode rebeliões.
Ataques em cadeia(s).
É uma teia tecida
Em tenebrosas tramas.

O intenso tráfego
Do tráfico
Transborda em instável terror.

Almas em espasmos
Se escondem nos escombros
Do terremoto social
- explosão de crimes -

As cobras destilam
O líquido da peçonha.
O manto sujo foi
Rasgado
Deixando a nu
As entranhas sociais.


Nas ruas apodrecidas
Escore a lama
Pálida da vergonha.

O medo,
A morte,
O pânico
Impressos em noite escura.

Trêmula paisagem urbana.
Cidade despedaçada
Em mil fraturas
- jazigo de morto-vivos -
São Paulo – onde viver é uma tortura!



aroldo camelo de melo

postado em 11/8/06
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com