A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

SP.de criança a anciã.

Aqueles que te guiaram
Quando eras pequenina,
Hoje não verem a rotina
Dos teus filhos ondechegaram
Os homes que te amaram
Alguns só no nome existe,
São aqueles que tu viste
Te trazer tanta fortuna,
São Paulo, cidade aluna
Que hoje caminha triste.

Os teus filhos já não tem
Cobertas nem moradia,
Tu eras quente e és fria
Sem espaço pra ninguem.
Quem de distante, hoje vem
Atrás dum pouco de pão,
Nas azas da ilusão
Retorna pra seu lugar,
Porque em te já não har
Mais sonhos, nem solução.



José Ivan Alves

postado em 13/7/06
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com