A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Dama

Oh! Dama de pedra, que em seus braços quero deitar-me...
Em suas curvas eu já me perdi varias vezes e continuo a querer o seu aconchego
Oh! Grande capital que a muitos recebe de braços abertos.
Dê-me mais uma vez a luz que só você sabe dar...
Oh! São paulo as vezes maltratada e até surrada por pessoas sem apego.
As vezes glorificada, pelo simples fato, que há pessoas que valor sabem te dar.
Então, quando estou em seus braços, só quero aconchegar-me



kaelus dee necrosis

(parana)
postado em 10/7/04
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com