A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Morro de...

"Quando te vi, não gostei;
Gostei, não compreendi;
Compreendi, te amei;
Amei e infelizmente te perdi."
Assim é como me senti, quando tive que deixá-la; a falta que sinto de Você é uma coisa que vai além de mim. Há quanto tempo não sinto o Seu susurro em meu ouvidos, o Seu carinho em meu rosto, o Seu afago nos meus cabelos...Ah! Quanto tempo...
O dia do nosso reencontro há de chegar e minha tristeza há de acabar: tristeza, solidão, alegria e satisfação.



Nathália Piovan

(Paulistana que vive no interior do Rio de Janeiro (Macaé), apaixonadamente apaixonada por Sampa...)
postado em 29/3/04
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com