A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Só um comentário

Não vou escrever um poema, tenho vários sim, mas não sou poeta de palco e nem tenho livros editados e nunca participei de antologias. Não tenho bala na agulha para isso, pelo ao menos no momento. Sou poeta das ruas, das estradas dos botequins da vida. O tudo que tenho escrito, vem ser em relação de meus olhos quanto a vida, meu dia a dia e as injustiças as classes menos favorecidas desse nosso País se é que ainda posso chamá-lo de nosso País. Não vou escrever um poema, eu quero falar das pessoas dessa Grande São Paulo que eu conheço. Existe aqui no Rio de Janeiro uma boa parte de pessoas que mal dizem dos Paulistas e Paulistanos. Dizem que são metidos, dizem que nos tratam com má vontade, isso aqui, nós cariocas. Eu, as poucas vezes que estive em São Paulo, não vi nada disso muito pelo contrário, esse povão batalhador, esse povão guerreiro que carrega o Brasil nas costas, me trataram muito bem. Todas as pessoas que eu conheço pessoalmente e virtualmente dessa Grande São Paulo, sempre foram amáveis, amigos e carinhosos. Aqueles que falam mal de São Paulo, aqueles que falam mal desse povão maravilhoso, eu garanto que por pura inveja. O próprio prefeito daqui do Rio, na disputa pela sede dos jogos Olimpicos fez um comentário que os cariocas cônscios do valor desse povão de São Paulo caiu de pau encima dele quando o mesmo citou parte de um poema do Poeta Vinícius de Morais quando assim o Rio foi vencedor dessa disputa boboca - " QUE ME PERDOEM AS FEIAS, POIS A BELEZA É FUNDAMENTAL". Há de se convir, que cada estado tem sua beleza natural. Tá certo, como carioca, vejo meu Rio de Janeiro como o Cartão Postal do Mundo, mas assim é o Baiano, o Mineiro, o Paulistano, o Acreano e outros tanto e não me vejo com o direito de fazer esse tipo de piadinhas moleque da qual foi feita pelo o Senhor dono da verdade Cesar Maia, Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro. Eu Edir de Carvalho, carioca, 48 anos de idade, me curvo a bondade, a amizade e ao carinho desse povão dessa Grande São Paulo. Agradeço ao Senhor Deus, pelas boas amizades que conquistei na vida pessoal e virtual quando se trata de povão lindo maravilhoso e amigo que são os Paulistanos e Paulistas. Parabéns Grande São Paulo, parabéns povão. Eu Edir de Carvalho.



Edir de Carvalho

(Rio de Janeiro)
postado em 16/2/04
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com