A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

Eles, São Paulo!

Nasci na cidade de São Paulo,
Filha do seu Paulo,
Dei a luz a Paulo,
Posso vir a me casar com Paulo,
Entre Paulo e São Paulo,
Nasci de Paulo, dei a luz a Paulo...

Encontrei caminhando perdida pela "rede" da vida,
Meu querido, ainda escondido, Paulo.
Seu Paulo me deu a vida,
Dei a vida a Paulo,
Hoje sinto que eu e Paulo,
Daremos sequência a nossa história...
Pensamos em Victor ou Victótria...
Uma criança, uma esperança,
Uma luz divina de Márcia e Paulo.

Abençoada seja se vier...
Pai Paulo, obrigada.
Filho Paulo, vamos juntos pela estrada.
Paulo, seja bem vindo! Serás meu marido?
Te amo Paulo!
O Pai, O Filho, O Marido, a Cidade...
O Reencontro em tempos diferentes...
Eu e meus Paulos...uns "São" outros só Paulo!


Continuo morando em São Paulo,
Sinto falta do Pai Paulo,
Crio meu filho Paulo,
Te espero marido Paulo,
Sou amada porque Paulo pinta de todas as cores a minha vida.
Sou alma porque Paulo me acalma.
Sou mulher porque Paulo me quer.

Sou feliz porque Paulos eu quis e tive Paulos...
De Paulo eu nasci,
Outro Paulo fis nascer,
Um Paulo me fez renascer...
Reencontrei em Paulo, de Paulo, o Paulo! Continuo em São Paulo...

Um somente Paulo, Paulo e pai!
Chegou como um presente, Paulo Guilherme, meu filho!
Veio trazendo harmonia a minha vida outro Paulo!
Namorado? Marido? Apenas amigo?
Eu, minha vida e meus Paulos...na cidade de São Paulo...
Devo agradecer a quem?
Agradeço a São Paulo?
Obrigada pelos Paulos.
Pai, filho, Namorado, Amigo, Marido...
Eu, minha vida e meus Paulos...



Márcia Chicareli Costa

(Paulistana do Jardim da Saúde)
postado em 08/1/04
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com