A Garganta da Serpente
  • aumentar a fonte
  • diminuir a fonte
  • versão para impressão
  • recomende esta página

São Paulo meu amor, faz 450 anos.

“Cordel”


No ano de dois mil e quatro
Um grande evento haverá
São Paulo à capital
Feliz vai comemorar
Quatro séculos e meio
Nessa bela data eu creio
O povo vai festejar.

Nada poderá faltar
Na festa de aniversário
Uma queima de fogos
E um bolo centenário
Nessa grande ocasião
O povo quatrocentão
Marcará o calendário.

Anchieta o visionário
E Nóbrega o Empreiteiro
Fundaram essa cidade
Em vinte cinco de janeiro
Eram padres jesuítas
Com suas forças benditas
Naquele torrão brasileiro.

Era um Lugar altaneiro
Entre os rios Anhababaú
E o Tamanduateí
Um Lugar bom pra chuchu
Planalto Piratininga
Onde São Paulo vinga
A Luz do cruzeiro do sul.

Naquele céu tão azul
Toda e qualquer moradia
Era feita só de taipa
Junto ao colégio surgia
Assim São Paulo cresceu
E o emigrante apareceu
Chegava aqui todo dia.

Nessa nova freguesia
Que logo virou cidade
Vei gente de todo mundo
Na emigração invade
Mas quem mudou o destino
Foi o povo nordestino
Que trabalhou de verdade.

Sem nenhuma vaidade
Ajudaram a construir
Essa São Paulo moderna
Depois ficaram aqui
Essa gente do nordeste
Pessoas rudes do agreste
Que vieram para servir.

De Pernambuco ou Piauí
Do Rio Grande do Norte
Da Paraíba ou Ceará
Da Bahia atrás da sorte
Sergipe e do maranhão
Das Alagoas e sertão
Fugindo da seca e morte.

Um pessoal muito forte
No aniversário presente
Fazem parte da história
Nordestino é nossa gente
Podemos comemorar
Eles vieram pra ficar
E deixar seu descendente.

Trabalha sempre contente
O bom cabrito não berra
O nordestino imigrante
Aqui sua jornada encerra
No aniversário da cidade
Mesmo sentindo saudade
Sua força nunca emperra

Mesmo longe da sua terra
Tá feliz comemorando
Quatro séculos e meio
Que São Paulo tá passando
Cidade que lhe acolheu
E o nordestino escolheu
A sua metrópole amando.

O progresso foi chegando
E mais nordestino vindo
Trabalhando por São Paulo
E seus filhos se instruindo
Integram-se à sociedade
Dão parabéns à cidade
Pelo aniversário lindo.

Em São Paulo se trabalha,
mas tem beleza e lazer
No movimento noturno
Divertimento a valer
É cidade cultural
Povo bom e genial
Onde dá gosto viver.

No Parque Ibirapuera
Onde fazem bienais
Lagos, e pista agradável
Pros passeios matinais
No Pico do Jaraguá
Vê-se a cidade de lá
Curtindo-se os animais.

Lá na Avenida paulista
Com seus bares e cinemas
Na passarela da moda
Teatros, e outros temas!
Restaurantes de primeira
Durante a semana inteira
Felicidades são gemas.

O metrô de são Paulo
É o melhor metrô do mundo
Leva pra todos bairros
João, Maria e Raimundo!
Transporta mais de milhão
Com limpeza e educação
Da perfeição é oriundo.

Temos horto florestal
Playp pra diversões
Um zoológico maravilhoso
E o Zimba com seus leões
No Museu de arte moderna
Tem é que ter muita perna
Pra conhecer seus salões.

Conheça o memorial
Da América latina
Vá vê à bela rua Augusta
Vendo à moda na vitrina
Veja o museu do Ipiranga
No Embu compre miçanga
Se quiser tem arte fina.

Lindo é o jardim botânico
Como o horto florestal
conheça o bairro do Brás
Parque Anhangüera legal
O instituto Butatan
Pra deixar a gente sã
De uma picada fatal.

Lá no pátio do colégio
Onde São Paulo começou
Veja à catedral gótica
Que o governo reformou
Lindo solar da marquesa
No centro só tem beleza
Do teatro o seu esplendor.

A praça da República
E a linda estação da luz
A serra da Cantareira
Sua natureza reluz
A cidade das rosas
Canto em versos e prosas
Roselândia me seduz.

Aqui o trânsito funciona
É tudo sinalizado
Com placas indicativas
Mostrando todo traçado
Todos os visitantes
Para nós são importantes
O turista é bem tratado.

Aqui se ganha dinheiro
Fazendo calor ou frio
E quando chega às férias
A gente gastar no Rio
Na city maravilhosa
Onde tem gata charmosa
Esperando nosso mio.

Em São Paulo se trabalha
Rio de janeiro é prazer
cidade pra passear
e desfrutar o lazer
São Paulo sustenta a nação
Do Brasil é o coração
Todos devem conhecer.



Daniel Fiúza pequeno

(Cearense morando a trinta anos em São Paulo. Poeta, pintor e cordelista apaixonado por Sampa.)
postado em 07/1/04
Copyright © 1999-2017 - A Garganta da Serpente
http://www.gargantadaserpente.com